Faça o seu CV aparecer no topo das buscas (SEO para Currículos)

Faça o seu CV aparecer no topo das buscas (SEO para Currículos)

Atualmente, nos processos de recrutamento é bastante provável que a primeira seleção dos candidatos seja feita por um sistema de busca (“applicant tracking system”) e não por um recrutador humano. Isso vale tanto para quem tem seus próprios sistemas e bases de dados, quanto para quem utiliza serviços como o LinkedIn, Vagas e Catho.

O processo funciona da seguinte forma: o recrutador efetua uma busca por candidatos em alguma base de dados e o sistema retorna os currículos que considera mais relevantes para aquela combinação de palavras. Os candidatos que aparecem no topo dos resultados são selecionados para participar da próxima fase do processo, assim como nós normalmente clicamos nos primeiros resultados de uma pesquisa no Google e ignoramos os restantes…

Ou seja, além de ter que satisfazer a todas as expectativas do recrutador “humano”, se o seu currículo não estiver otimizado para ser “lido” e “entendido” pelos sistemas corre o risco de cair no buraco negro da segunda página do resultado da busca.

É aí que entram as técnicas de otimização para sistemas de busca, o famoso SEO (“search engine optimization“), que compreendem o conjunto de estratégias com o objetivo de melhorar o posicionamento de um site nas páginas de resultados de busca.

seo-destaque

Veja a seguir algumas dicas para otimizar o seu currículo:

Identifique as palavras-chave. O SEO é construído a partir das palavras-chave, que são os termos ou expressões que os usuários estão buscando online. Trazendo isso para o mundo do recrutamento, o primeiro passo é analisar vários anúncios para a posição que você está buscando em sites como LinkedIn, Vagas, Catho e empresas de executive search. Identifique as palavras e expressões que se repetem nos anúncios: estas são as palavras-chave que os recrutadores estão buscando para a posição que você deseja.

Reescreva seu CV. Tendo identificado as palavras-chave relevantes, substitua suas competências, qualificações, áreas de interesse e realizações por essas palavras-chave. Seja o mais específico possível quanto às experiências e competências e inclua o máximo de palavras-chave: “Formalização e Gerenciamento de todo o processo da gestão dos fundos”, “Pesquisas de Preços / Pesquisa de Mercado (B2B / B2C / Qualitativas / Quantitativas”, “Trabalhei todas as demandas do módulo FI do ERP SAP”.

Veja o caso de “Trabalhei todas as demandas do módulo FI do ERP SAP”. O SAP é um ERP e o FI é um módulo do SAP. Então bastaria dizer “Trabalhei todas as demandas do módulo FI”. Mas ao incluir os termos ERP e SAP o candidato aumenta suas chances de aparecer no topo do resultado da busca.

Seja específico e inclua os sinônimos. Procure cobrir todas as expressões que possam ser utilizadas pelo recrutador. Uma frase como: “Planejamento e execução de campanhas de marketing digital” é muito genérica porque não sabemos se o candidato é especialista em redes sociais ou links patrocinados, por exemplo. Ambas são ferramentas de marketing digital, mas que qualificações técnicas bastante distintas.

Prefira escrever então algo como: “Profissional de marketing digital, com experiência no planejamento e execução de campanhas de social media e gerencimento de redes sociais.” (palavras-chave sublinhadas). “Social media” é a mesma coisa que “redes sociais”, mas como as duas expressões são utilizadas e nem sempre o recrutador domina as sutilezas técnicas, damos um jeito de incluir os dois termos.

Na dúvida quanto às palavras-chave, seja o mais específico possível e inclua no seu currículo expressões que sejam características da sua área de atuação, tais como termos técnicos, competências específicas da sua posição e “buzzwords” da sua indústria.

Não exagere no SEO. Embora o ideal seja incluir as palavras-chave tanto quanto possível, não exagere na otimização! Em algum momento do processo haverá a análise por um recrutador “humano”, portanto escreva de forma natural e faça as palavras-chave aparecerem normalmente, sem exagero. Por exemplo, até aqui a expressão “palavra-chave” já foi usada nove vezes sem parecer forçado!

Não se esqueça do LinkedIn. Agora que o seu currículo está otimizado, faça o mesmo exercício para o seu perfil no LinkedIn e inclua todas as palavras-chave relevantes.

Com essas pequenas mudanças, você aumentará a chance de que o seu curriculum vitae seja mais facilmente encontrado por quem realmente interessa. Boa sorte!

Leia também:

 

3 comments

  1. Trabalhei em algumas empresas, que era um verdadeiro samba do crioulo doido. Cada um trabalhava para si próprio, sem se importar com seus colegas. Tudo valia para se conseguir o que se desejava. O resultado era um eterno e frenético vai e vem dos gerentes apagando constantes incêndios. Se pretende que sua equipe alcance a excelência, trabalhe no sentido de que todos saibam qual o seu lugar e o que deve ser feito. O trabalho em equipe é um dos tripés do sucesso.

  2. De fato, hoje todos os idealismos estão sepultados, todo mundo esconde um interesse, muitas vezes inconfessável, por detrás das palavras, pensamentos, atos e omissões. Não há para onde correr, seja para o Executivo, o Legislativo, o Judiciário, a Igreja ou o Ministério Público: tudo é relativo e depende de interpretações que hoje são pétreas e amanhã serão reformadas sem qualquer escrúpulo, respeito ou consideração pelos prejudicados. Melhor dizendo: pelos atropelados.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *