Na imprensa: “Assédio sexual: o que mudou?”

Na imprensa: “Assédio sexual: o que mudou?”

— O assédio está sempre ligado a uma relação de poder — diz o consultor de carreiras Edgard Pitta de Almeida, ao explicar por que parte expressiva dos casos acontece no ambiente de trabalho.

O consultor destaca que, se houve um tempo em que as empresas não levavam a sério esse tipo de denúncia — porque tal comportamento dos chefes era considerado “normal” —, hoje elas sabem que o assédio coloca a organização inteira em risco.

— Uma vez que a definição das pessoas sobre o que é de fato assédio mudou, “brincadeiras” com funcionárias passaram, aos poucos, a não ser mais aceitas. Hoje as vítimas têm amparo social e legal — ressalta. — Esse processo começou quando o ambiente de trabalho deixou de ser preponderantemente masculino, branco e heterossexual. Agora, denúncias de assédio podem encerrar carreiras.

Leia o artigo completo em: https://oglobo.globo.com/sociedade/assedio-sexual-que-mudou-22130478#ixzz53KdkFo4M

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *